Decodificando ISO 20957: Escolha o equipamento de ginástica certo para o seu negócio

Decodificando ISO 20957: Escolha o equipamento de ginástica certo para o seu negócio 1

Já pensou no que faz os equipamentos de ginástica realmente se destacarem?

Tudo está enraizado no padrão ISO 20957.

Aqui está o que vamos desempacotar:

  • Os princípios básicos da ISO 20957
  • Visão geral de cada parte
  • Uma lista de verificação prática baseada neste padrão

O objectivo?

Para ajudá-lo a entender o padrão ISO 20957 para as melhores opções de equipamentos de ginástica.

Vamos mergulhar!

O que é ISO 20957?

Você já se perguntou sobre o padrão de segurança dos equipamentos de ginástica que você utiliza?

Digite ISO 20957.

Em termos simples, ISO é um grupo que estabelece padrões globais para todos os tipos de coisas. Para equipamentos de ginástica, a ISO 20957 é o selo de aprovação. Isso significa que o equipamento é seguro e funciona bem.

Aqui está uma análise rápida:

  1. Requisitos gerais de segurança: A ISO 20957 descreve regras de segurança que todos os equipamentos fixos de ginástica devem seguir.
  2. Padrões de equipamentos específicos: O padrão detalha diferentes tipos de equipamentos, desde esteiras até pesos.

Então por que você deveria se preocupar?

A ISO 20957 é como uma promessa de qualidade. Quando o equipamento atende a esse padrão, você pode confiar em sua segurança e desempenho.

Resumindo, a ISO 20957 ajuda a garantir que o equipamento de ginástica que você usa ou compra seja de primeira qualidade e confiável.

Agora que cobrimos o básico, vamos mergulhar na análise detalhada parte por parte da ISO 20957.

Detalhamento da ISO 20957: Explorar por Parte

Nota: A Parte 3 foi amalgamada com a Parte 2 após o CEN Tipo de Solicitação.

Parte 1: Requisitos Gerais de Segurança

Do que se trata?

A ISO 20957-1 é o seu manual de segurança para todos os equipamentos de treinamento estacionários, garantindo que os treinos não sejam apenas eficazes, mas também seguros.

Principais Destaques

Escopo:

Este padrão visa garantir que os equipamentos de treinamento estacionários, como as máquinas de ginástica, sejam seguros e testados exaustivamente. Também fica de olho nos aspectos ambientais e ajuda a classificar diferentes tipos de equipamentos.

Aplicabilidade:

Aplicável a todos os equipamentos de treinamento estacionários para vários ambientes, incluindo associações esportivas, estabelecimentos educacionais, hotéis, pavilhões esportivos, clubes, centros de reabilitação e uso doméstico.

Não aplicável para uso externo sem supervisão ou para crianças menores de 14 anos, a menos que seja usado para fins educacionais sob supervisão de um adulto.

Classificação:

  • Classes de precisão: A (alta), B (média), C (baixa) – basicamente, quão precisos são os dados do equipamento.
  • Classes de utilização: S (Estúdio), H (Casa), I (Necessidades especiais). Saiba onde usá-los!

Termos técnicos:

  1. Equipamento de treinamento estacionário: pense em máquinas de ginástica que permanecem paradas enquanto você as usa.
  2. Área de treinamento: O espaço que você e a máquina usam enquanto você se exercita.
  3. Área Operacional Segura: Uma zona segura onde ninguém pode se machucar acidentalmente pela máquina enquanto ela estiver sendo usada.
  4. Carga Intrínseca: A carga proveniente do seu próprio peso corporal.
  5. Carga Extrínseca: Qualquer carga que não seja do seu corpo, como pesos ou faixas de resistência.
  6. Modo de controle de frequência cardíaca: um recurso que ajusta a intensidade do treino com base na frequência cardíaca.
  7. Ergômetro: Um termo sofisticado para equipamento que mede sua potência em Watts.

Segurança Requisitos:

  • Estabilidade: Sua máquina precisa ficar parada, sem oscilações permitidas!
  • Construção Externa: Não há arestas vivas e todos os tubos precisam ser vedados.
  • Pontos de compressão e cisalhamento: Sem pontos que possam beliscar ou cortar você durante o uso.
  • Direção Dinâmica: Garantir que a força aplicada durante os exercícios seja segura e clara.
  • Carregamento: Garantir que todos os tipos de carregamento sejam seguros e testados.

Métodos de teste:

A norma fornece um guia completo sobre como testar tudo, desde a estabilidade até a segurança de várias peças, garantindo que seu equipamento de treinamento estacionário seja seguro e funcione perfeitamente.

Lista de verificação rápida

Aqui está uma lista de verificação rápida baseada na ISO 20957-1:2013 para você verificar alguns aspectos do seu equipamento:

  1. Verificação de estabilidade: Certifique-se de que o equipamento não balance ou se mova inesperadamente.
  2. Bordas suaves: verifique se há arestas ou cantos afiados.
  3. Extremidades dos tubos: Certifique-se de que todos os tubos estejam selados ou tampados com segurança.
  4. Carregamento: Verifique se os mecanismos de carregamento funcionam de forma suave e segura.
  5. Lacunas de segurança: Certifique-se de que nenhum ponto possa prender ou cortar você durante o uso.
  6. Recursos de frequência cardíaca: se disponível, verifique a precisão e a confiabilidade dos recursos de frequência cardíaca.
  7. Instruções claras: Procure instruções claras e marcações de segurança.
  8. Teste movimentos: experimente todas as peças móveis para garantir que funcionam de maneira suave e segura.

Quero explorar Yanre Equipamento de fitness com certificação ISO 20957? Contacte-nos para catálogo de produtos e mais detalhes.

Parte 2: Equipamento de treinamento de força

Do que se trata?

A ISO 20957-2:2020 é o seu padrão para garantir a segurança e a confiabilidade de equipamento de treinamento de força estacionário.

Principais Destaques

Escopo:

Destina-se a ser lido em conjunto com os requisitos gerais de segurança da ISO 20957-1.

Esta parte da ISO 20957 concentra-se em equipamentos estacionários de treinamento de força, garantindo que eles atendam a requisitos de segurança e métodos de teste específicos. É a sua rede de segurança, garantindo que todos os equipamentos estacionários de treinamento de força, desde aqueles com pesos empilhados até sistemas hidráulicos, cumpram os padrões internacionais de segurança e testes.

Aplicabilidade:

Esta norma se aplica a equipamentos estacionários de treinamento de força, garantindo que eles não sejam apenas robustos, mas também seguros para usuários em vários ambientes. Quer se trate de equipamentos com pesos empilhados ou de resistências alternativas como cabos elásticos, este padrão cobre tudo, garantindo segurança em ambientes domésticos, de estúdio e com necessidades especiais.

Nota: Os suportes de peso livre para barras estão sujeitos aos requisitos da ISO 20957-4 e ISO 20957-1.

Termos técnicos:

  1. Equipamento Seletorizado: Pense nele como um conjunto de halteres ajustáveis, onde você pode alterar a resistência sem trocar peças.
  2. Equipamento carregado externamente: Esta é a configuração de peso tradicional, onde você adiciona ou remove pesos manualmente.
  3. Drop Stop: Uma proteção que estabelece um ponto mínimo de parada para evitar acidentes.
  4. Mecanismo de captura: É como uma rede de segurança para seus pesos, segurando-os com segurança.
  5. Braço de trabalho: A parte que você move para enfrentar a resistência.
  6. Resistência ao treinamento: a força contra a qual você está trabalhando durante o treino.
  7. Poste de Peso: Local onde são fixados os pesos, seja para resistência ou armazenamento.
  8. Equipamento Guiado: Equipamento onde a resistência segue um caminho definido durante o uso.

Segurança Requisitos:

  • Estabilidade: Seu equipamento precisa permanecer firme e estável, independentemente da intensidade do treino.
  • Carregamento: Seja seletorizado ou carregado externamente, o equipamento deve movimentar cargas com segurança.
  • Resistência: O equipamento deve suportar não apenas o desgaste normal, mas também o peso máximo do usuário e a carga de treinamento.
  • Aprisionamento: Não há risco de ficar preso – o equipamento deve fornecer espaços livres para evitar aprisionamento durante o uso.

Métodos de teste:

O teste não é apenas um exercício de seleção; trata-se de garantir que seu equipamento resista ao teste do tempo, do uso e da segurança. Desde testes de estabilidade, garantindo que ele permanece no lugar durante o uso, até testes de carga, garantindo que ele aguenta o peso, cada teste é um passo em direção a treinos mais seguros.

Lista de verificação rápida

Aqui está uma lista de verificação rápida baseada na ISO 20957-2:2020 para você verificar alguns aspectos do seu equipamento:

  1. Verificação de estabilidade: agite! Seu equipamento deve permanecer firme e estável, mesmo durante treinos intensos.
  2. Carregamento Suave: Ajustar a resistência ou adicionar pesos deve ser suave e direto.
  3. Segurança em primeiro lugar: certifique-se de que não haja lacunas ou espaços que possam prender ou ferir você durante o treino.
  4. Instruções claras: procure instruções e marcações de segurança visíveis e fáceis de entender.
  5. Operação suave: Todas as peças móveis devem funcionar suavemente, sem problemas.
  6. Ajustes seguros: Se for ajustável, ele deve permanecer no lugar depois de definido de acordo com sua preferência.

Quero explorar Yanre Equipamento de fitness com certificação ISO 20957? Contacte-nos para catálogo de produtos e mais detalhes.

Parte 4: Bancos de treinamento de força

Do que se trata?

A ISO 20957-4 é a sua escolha, com foco na segurança de bancos estacionários de treinamento de força e suportes de barra independentes.

Principais Destaques

Escopo:

Destina-se a ser lido em conjunto com os requisitos gerais de segurança da ISO 20957-1.

A ISO 20957-4 concentra-se nos requisitos de segurança e métodos de teste para bancos estacionários de treinamento de força, garantindo que estejam em perfeitas condições. É um complemento da ISO 20957-1, adicionando camadas extras de especificações de segurança apenas para essas bancadas.

Aplicabilidade:

Esta norma se aplica a bancos estacionários de treinamento de força e suportes independentes para barras, garantindo que atendam aos requisitos de segurança e métodos de teste. É relevante para equipamentos classificados como S, H e I de acordo com a ISO 20957-1.

Termos técnicos:

  1. Equipamento de treinamento estacionário: Equipamento que permanece no lugar durante as sessões de treino.
  2. Suporte de barra: O componente projetado para segurar a barra com segurança.
  3. Racks de barra independentes: Racks que não estão fixados e podem ser colocados de forma independente.
  4. Estabilidade Longitudinal: Garantir que a bancada não tombe longitudinalmente.
  5. Estabilidade lateral: Garantir que o banco permaneça estável na largura.
  6. Dispositivo de Segurança: Um recurso ou ferramenta projetada para prevenir acidentes ou lesões.
  7. Exame Visual: Um método de inspeção de equipamentos sob iluminação adequada.
  8. Teste de Desempenho: Método para verificar a funcionalidade do equipamento.

Segurança Requisitos:

  • Estabilidade da barra: Garantir que as barras não tombem com cargas irregulares.
  • Estabilidade lateral: Os bancos devem permanecer estáveis, mesmo quando carregados de forma desigual em toda a largura.
  • Estabilidade Longitudinal: Os bancos precisam permanecer estáveis ​​ao longo de seu comprimento, mesmo sob estresse.
  • Dimensões do suporte da barra: Medidas específicas para garantir um descanso seguro da barra.
  • Força de suporte da barra: Deve suportar cargas sem quebrar ou tombar.
  • Carregamento: Aderindo à conformidade de carregamento intrínseco e extrínseco conforme ISO 20957-1.

Métodos de teste:

Os testes envolvem uma combinação de exames visuais, verificações dimensionais e testes de desempenho para garantir que todas as partes do banco, desde a estabilidade até o suporte da barra, estejam de acordo com o padrão e sejam seguras para uso.

Lista de verificação rápida

Aqui está uma lista de verificação rápida baseada na ISO 20957-4:2016 para você verificar alguns aspectos do seu equipamento:

  1. Verificação de estabilidade: Certifique-se de que a bancada não balance ou tombe durante o uso.
  2. Suporte da barra: certifique-se de que ele atenda às dimensões especificadas e segure a barra com segurança.
  3. Dispositivos de segurança: Verifique se todos os dispositivos ou recursos de segurança estão funcionando conforme esperado.
  4. Verificação visual: Examine o equipamento em busca de quaisquer problemas visíveis ou riscos potenciais à segurança.
  5. Teste de desempenho: Certifique-se de que todas as peças móveis e ajustáveis ​​funcionem de maneira suave e segura.
  6. Conformidade de carregamento: Verifique se a bancada atende aos requisitos de carregamento especificados na ISO 20957-1.

Quero explorar Yanre Equipamento de fitness com certificação ISO 20957? Contacte-nos para catálogo de produtos e mais detalhes.

Parte 5: Bicicletas Ergométricas Estacionárias

Do que se trata?

A ISO 20957-5 é o seu guia, com foco nos detalhes da bicicletas de treinamento estacionárias.

Principais Destaques

Escopo:

Deve ser lido em conjunto com os requisitos gerais de segurança especificados na ISO 20957-1.

A ISO 20957-5 se aprofunda nas especificidades de segurança e desempenho das bicicletas estacionárias de treinamento. Garante que o treino de ciclismo não seja apenas eficaz, mas também seguro, abrangendo tudo, desde o guiador aos pedais.

Aplicabilidade:

Aplicável a tipos de equipamentos de treinamento estacionários: bicicletas ergométricas (tipo 5), equipamentos de treinamento com manivela para a parte superior do corpo (tipo 7) e exclui suportes de roletes (tipo 8), garantindo que sejam seguros e confiáveis ​​para seus treinos. Esteja você pedalando em casa, em um estúdio ou necessite de equipamentos para necessidades especiais, a ISO 20957-5 tem o que você precisa.

Termos técnicos:

  1. Torque ajustável: permite manter um nível de resistência definido durante o treino.
  2. Modo de potência constante: um programa que permite manter um nível de potência específico, independentemente da velocidade de pedalada.
  3. Fator de Inércia: Considera todas as peças rotativas do trem de força e a relação de transmissão para uma operação suave.
  4. Capa protetora: protege você de quaisquer peças potencialmente perigosas do equipamento de treinamento.
  5. Modo de controle de frequência cardíaca: um programa que ajusta a resistência automaticamente para manter sua frequência cardíaca em um nível definido.
  6. Ajuste de carga: um recurso que permite alterar o nível de resistência que você sente ao pedalar.
  7. Guiador ajustável: Guiador que pode ser modificado para diversas posições de treinamento.
  8. Sistema de assento: Compreende o assento, o encosto do banco e todos os componentes de ajuste e montagem.

Segurança Requisitos:

  • Capa protetora: Mantenha as peças móveis cobertas – sem batidas ou arranhões acidentais aqui!
  • Guiador ajustável e sistema de assento: certifique-se de que possam ser fixados com segurança para evitar movimentos inesperados.
  • Ajuste de carga: Deve ser fácil de usar e seguro alterar os níveis de resistência durante um treino.
  • Exibição: As informações fornecidas ao usuário devem ser claras e precisas para evitar uso indevido.
  • Modo de controle de frequência cardíaca: deve ser ajustado de forma confiável para manter seu pulso na zona segura.

Métodos de teste:

Os métodos de teste na norma ISO 20957-5 garantem que cada peça, desde o display até as correias dos pedais, seja verificada quanto à segurança e funcionalidade, garantindo que sua bicicleta ergométrica seja confiável e fácil de usar.

Lista de verificação rápida

Aqui está uma lista de verificação rápida baseada na ISO 20957-5:2016 para você verificar alguns aspectos do seu equipamento:

  1. Estabilidade: Agite-a – sua bicicleta ergométrica deve permanecer firmemente no lugar.
  2. Ajuste do guiador e do assento: certifique-se de que eles possam ser ajustados de maneira fácil e segura para evitar contratempos no meio do treino.
  3. Clareza da tela: você consegue ler e compreender facilmente as informações exibidas durante o treino?
  4. Correias dos pedais: Verifique se estão seguras e não quebram ou afrouxam durante o uso.
  5. Capa protetora: certifique-se de que esteja bem fixada e cubra todas as peças potencialmente perigosas.
  6. Mudança de resistência: Tente ajustar a resistência – ela deve mudar suavemente, sem qualquer choque ou travamento.
  7. Controle de frequência cardíaca: se aplicável, certifique-se de ajustar a resistência com precisão de acordo com seu pulso.
  8. Conforto do assento: Certifique-se de que o assento forneça suporte e conforto adequados durante o uso.

Quero explorar Yanre Equipamento de fitness com certificação ISO 20957? Contacte-nos para catálogo de produtos e mais detalhes.

Parte 6: Esteiras

Do que se trata?

A ISO 20957-6 é o seu guia, com foco nos requisitos de segurança específicos e métodos de teste para esteiras.

Principais Destaques

Escopo:

Pretende-se que este documento seja aplicado em conjunto com a ISO 20957-1.

A ISO 20957-6 descreve meticulosamente requisitos de segurança adicionais e métodos de teste específicos para esteiras, garantindo que suas sessões de corrida ou corrida sejam seguras e confiáveis. É um roteiro detalhado que garante que as esteiras, sejam elas motorizadas ou operadas manualmente, cumpram protocolos de segurança rigorosos.

Aplicabilidade:

Este documento é aplicável a esteiras do tipo equipamento de treinamento motorizado e não motorizado/manual (doravante denominadas esteiras) com as classes S, H e I e classes A, B e C em relação à precisão.

Este documento não se aplica a esteiras fabricadas antes de sua publicação.

Termos técnicos:

  1. Comprimento da superfície de corrida: O comprimento útil onde o exercício é realizado.
  2. Foot Rail: A área ao lado da superfície de corrida para montagem ou pausa.
  3. Desmontagem de Emergência: Uma saída rápida da superfície de corrida, especialmente em situações urgentes.
  4. Modo de controle de frequência cardíaca: um recurso que ajusta a velocidade/inclinação com base no seu pulso.
  5. Capa Protetora: Um escudo para impedir o acesso do usuário a peças potencialmente perigosas.
  6. Guiador frontal: Uma barra na frente para suporte e estabilidade durante o exercício.

Segurança Requisitos:

  • Pontos de compressão e cisalhamento: Certifique-se de que não haja risco de esmagamento ou corte nas áreas acessíveis.
  • Elementos de Transmissão: Todas as peças móveis devem ser fechadas de forma segura.
  • Aumento de temperatura: As peças não devem ficar muito quentes ao toque.
  • Parada de Segurança: Um recurso de parada de emergência deve estar presente e ser facilmente acessível.
  • Estabilidade: A esteira deve permanecer estável durante o uso.
  • Corrimãos: Certifique-se de que sejam resistentes e posicionados adequadamente para segurança e usabilidade.
  • Superfície de corrida: Deve ser projetada para minimizar o risco de os usuários tropeçarem ou caírem.

Métodos de teste:

Os métodos de teste na ISO 20957-6 envolvem um exame minucioso de vários aspectos, como elementos de transmissão, aumento de temperatura, funcionalidade de parada de segurança, estabilidade e resistência e resistência da superfície de corrida, garantindo que todos os elementos estejam de acordo com a marca e sejam seguros para os usuários.

Lista de verificação rápida

Aqui está uma lista de verificação rápida baseada na ISO 20957-6:2021 para você verificar alguns aspectos do seu equipamento:

  1. Verificação de estabilidade: certifique-se de que sua esteira não balance ou se desloque durante o uso.
  2. Parada de segurança: certifique-se de que haja um recurso de parada de emergência funcional e de fácil acesso.
  3. Corrimãos: Verifique se há corrimãos resistentes e ergonomicamente posicionados para uso seguro.
  4. Superfície de corrida: certifique-se de que esteja lisa, estável e livre de qualquer desgaste ou dano.
  5. Temperatura: Após o uso, verifique se nenhuma parte da esteira fica excessivamente quente.
  6. Ruído: Certifique-se de que a esteira funcione sem produzir ruídos perturbadores ou anormais.
  7. Capas protetoras: Verifique se todas as capas protetoras estão bem colocadas.
  8. Desmontagem de Emergência: Garanta que você possa desmontar com segurança e rapidez em caso de emergência.

Quero explorar Yanre Equipamento de fitness com certificação ISO 20957? Contacte-nos para catálogo de produtos e mais detalhes.

Parte 7: Máquinas de Remo

Do que se trata?

A ISO 20957-7:2020 é o seu guia, com foco em garantir a segurança e os métodos de teste de equipamento de treinamento de remo estacionário.

Principais Destaques

Escopo:

Destina-se a ser lido em conjunto com os requisitos gerais de segurança da ISO 20957-1.

A ISO 20957-7:2020 concentra-se nos requisitos de segurança e métodos de teste para equipamentos estacionários de remo. O objetivo é garantir que o treino de remo, seja em casa ou num ambiente profissional, cumpra os padrões internacionais de segurança e eficácia.

Aplicabilidade:

Esta norma se aplica a equipamentos estacionários de treinamento de remo, garantindo que eles atendam a critérios específicos de segurança e testes. Abrange equipamentos de remo em várias classes, incluindo H, S, I e classes de precisão A, B e C.

Termos técnicos:

  1. Carga Intrínseca: Capacidade do equipamento de suportar condições de carga especificadas.
  2. Correia para os pés: Um recurso projetado para prender com segurança o pé do usuário durante o uso.
  3. Apoio para os pés: Componente que resiste a uma força de impulso, garantindo estabilidade e segurança.
  4. Ajuste de resistência: Um mecanismo que permite aos usuários modificar o nível de resistência.
  5. Alça: Um componente, geralmente conectado por um membro flexível, usado para executar a ação de remar.
  6. Elementos de Transmissão: Peças como ventiladores e volantes, cruciais para o funcionamento do equipamento.
  7. Resistência: Capacidade do equipamento de sustentar ciclos específicos de uso sob certas condições.

Segurança Requisitos:

  • Estabilidade: Sua máquina de remo deve permanecer firmemente aterrada, não é permitido tombar!
  • Construção Externa: Garantir que nenhum aperto, cisalhamento ou pontos alternativos prejudiciais estejam acessíveis.
  • Controle de temperatura: As superfícies acessíveis devem manter uma temperatura ≤65 °C.
  • Segurança do assento: O assento deve permanecer firmemente no trilho sob diversas condições de estresse.
  • Peso do cabo: Os cabos, sem membros flexíveis, devem pesar ≤600 g.
  • Durabilidade da cinta para os pés: Deve suportar uma força de tração ≥500 N perpendicular ao apoio para os pés.
  • Resistência: O equipamento deve suportar de 12,000 a 100,000 ciclos, dependendo da classe, sem quebrar.

Métodos de teste:

A norma fornece métodos de teste abrangentes, incluindo exames visuais e táteis, verificações dimensionais, testes de carga intrínseca e testes de desempenho, garantindo que todos os aspectos do equipamento de remo sejam minuciosamente avaliados quanto à segurança e funcionalidade.

Lista de verificação rápida

Aqui está uma lista de verificação rápida baseada na ISO 20957-7:2020 para você verificar alguns aspectos do seu equipamento:

  1. Estável e estável: certifique-se de que não haja oscilações ou movimentos durante o uso.
  2. Verificação do assento: certifique-se de que o assento deslize suavemente e não descarrile sob pressão.
  3. Peso da alça: certifique-se de que a alça seja leve e confortável de segurar.
  4. Segurança dos pés: Verifique se as tiras e suportes dos pés são resistentes e ajustáveis.
  5. Ajuste de resistência: Garanta uma operação suave ao ajustar os níveis de resistência.
  6. Temperatura da superfície: Sinta as superfícies acessíveis durante o uso para garantir que não fiquem muito quentes.
  7. Resistência: Verifique as diretrizes do fabricante quanto à resistência do ciclo e compare com o seu uso.
  8. Recursos de segurança: Certifique-se de que nenhuma peça acessível possa prender, cortar ou causar ferimentos durante o uso.

Quero explorar Yanre Equipamento de fitness com certificação ISO 20957? Contacte-nos para catálogo de produtos e mais detalhes.

Parte 8: Steppers, Escaladores e Escaladores

Do que se trata?

A ISO 20957-8 é o seu padrão, com foco na segurança e nos métodos de teste para equipamentos de treinamento estacionários, como steppers, escaladores e escaladores.

Principais Destaques

Escopo:

Destinado a ser lido em conjunto com a ISO 20957-1.

A ISO 20957-8 concentra-se nos requisitos de segurança e métodos de teste para steppers, escaladores e escaladores, garantindo que seu treino não seja apenas eficaz, mas também seguro. O importante é garantir que essas máquinas, quer você esteja pisando ou escalando, cumpram os padrões internacionais de segurança e testes.

Aplicabilidade:

Esta parte da norma ISO é aplicável a equipamentos de treinamento estacionários, especificamente steppers, escaladores e escaladores, garantindo que atendam aos critérios de segurança e testes. É relevante para equipamentos das classes S (Studio) e H (Home), com requisitos adicionais de precisão para a classe A.

Termos técnicos:

  1. Ação Dependente: Quando um pedal se move, o outro também.
  2. Ação Independente: Os pedais movem-se independentemente um do outro.
  3. Ciclo: Um pé retornando à posição inicial, contando como dois passos.

Segurança Requisitos:

  • Construção Externa: Cuidado com os pontos de compressão e cisalhamento nas áreas acessíveis!
  • Temperatura: As superfícies acessíveis devem ser seguras ao toque, sem pontos quentes inesperados.
  • Carga intrínseca: trata-se de garantir que a máquina possa suportar o estresse durante o uso.
  • Corrimãos/Guiadores: Devem ser resistentes e confiáveis ​​durante o treino.
  • Plataformas para pés e escadas: Garantindo pisadas seguras e suporte estável.
  • Resistência: Sua máquina deve resistir ao teste do tempo e do uso.
  • Roda livre: Mantendo as coisas sob controle mesmo quando você para de pedalar.

Métodos de teste:

Os métodos de teste na ISO 20957-8 incluem exames visuais e táteis, verificações dimensionais e testes de desempenho, garantindo que cada parte do equipamento, desde a temperatura das superfícies acessíveis até a resistência da máquina, seja minuciosamente verificada e segura para uso.

Lista de verificação rápida

Aqui está uma lista de verificação rápida baseada na ISO 20957-8:2017 para você verificar alguns aspectos do seu equipamento:

  1. Estável e estável: seu stepper ou escalador não deve oscilar ou se mover durante o uso.
  2. Movimentos suaves: certifique-se de que todas as peças móveis, como pedais e guidões, operem suavemente e não emperrem.
  3. Superfícies Seguras: Toque em todas as superfícies acessíveis para garantir que não fiquem muito quentes durante o uso.
  4. Corrimãos seguros: dê um bom puxão para garantir que os corrimãos e o guidão estejam fixados com segurança.
  5. Verificação da plataforma dos pés: certifique-se de que eles fornecem uma base estável e segura durante o treino.
  6. Verificação de resistência: Se possível, verifique todos os dados de testes de resistência disponíveis para garantir a longevidade.
  7. Recursos de segurança: Certifique-se de que não haja bordas expostas ou afiadas e que todas as peças móveis estejam fechadas com segurança.
  8. Instruções claras: Verifique se há instruções visíveis de segurança e uso no equipamento.

Quero explorar Yanre Equipamento de fitness com certificação ISO 20957? Contacte-nos para catálogo de produtos e mais detalhes.

Parte 9: Treinadores Elípticos

Do que se trata?

A ISO 20957-9:2016 é o seu guia para segurança e testes de instrutores elípticos.

Principais Destaques

Escopo:

Especifica requisitos de segurança adicionais para aparelhos elípticos, além da ISO 20957-1.

Aplicabilidade:

Este padrão é adaptado para aparelhos elípticos, que podem ter um padrão fechado ou movimento alternativo. Esteja você em pé ou sentado, este guia irá ajudá-lo.

Termos técnicos:

  1. Plataforma para os pés: onde você coloca os pés durante o treino.
  2. Protetor da plataforma para os pés: Uma estrutura que evita que o pé escorregue da plataforma.
  3. Guiador móvel: um guiador que se move conforme você se exercita.
  4. Sistema de assento: Inclui assento, encosto e componentes de ajuste.
  5. Superfície antiderrapante: Uma superfície com coeficiente de atrito >0.5, garantindo que seu pé não escorregue.

Segurança Requisitos:

  • Pontos de compressão e cisalhamento: mantenha esses dedos seguros! Não há riscos de beliscar ou cortar aqui.
  • Controle de temperatura: Nenhuma peça deve ficar mais quente que 65°C. Ninguém gosta de queimaduras inesperadas.
  • Guiador: Quer se movam ou não, devem ser resistentes e seguros.
  • Plataformas para os pés: Devem ter uma superfície antiderrapante e uma proteção para manter os pés no lugar.
  • Estabilidade: O seu aparelho elíptico não deve oscilar ou tombar. Segurança primeiro!
  • Sistema de assento: Deve ser capaz de suportar o peso para o qual foi projetado.

Métodos de teste:

Os testes abrangem tudo, desde verificação de dimensões e exame visual até testes de desempenho. Eles garantem que tudo, desde guidões até plataformas para os pés, atenda aos padrões.

Lista de verificação rápida

Aqui está uma lista de verificação rápida baseada na ISO 20957-9:2016 para você verificar alguns aspectos do seu equipamento:

  1. Verificação de estabilidade: dê um empurrãozinho no seu aparelho elíptico. Não deve oscilar ou tombar.
  2. Teste do guiador: mova-os. Eles devem ser resistentes e não apresentar qualquer deformação.
  3. Inspeção da plataforma para os pés: Seus pés devem estar seguros e não deve haver risco de escorregarem.
  4. Teste de temperatura: Após o treino, toque no equipamento. Não deve estar muito quente.
  5. Sistema de assento: ajuste o assento. Ele deve se mover suavemente e travar com segurança no lugar.
  6. Recursos de segurança: Procure quaisquer perigos potenciais, como arestas vivas ou lacunas.

Quero explorar Yanre Equipamento de fitness com certificação ISO 20957? Contacte-nos para catálogo de produtos e mais detalhes.

Parte 10: Bicicletas Ergométricas

Do que se trata?

A ISO 20957-10:2017 é o seu guia, com foco na segurança e nos métodos de teste para bicicletas ergométricas com roda fixa ou sem roda livre.

Principais Destaques

Objetivo:

Esses requisitos são complementares aos padrões gerais de segurança descritos na ISO 20957-1.

Esta parte da ISO 20957 concentra-se em bicicletas ergométricas com roda fixa ou sem roda livre, garantindo que atendam a requisitos de segurança e métodos de teste específicos. O que importa é garantir que estas bicicletas estáticas, com uma inércia >0,6 kg·m^2, são seguras e fiáveis ​​para os seus treinos.

Aplicabilidade:

Aplica-se a bicicletas ergométricas utilizadas em vários contextos, incluindo associações esportivas, instituições educacionais, hotéis, pavilhões esportivos, clubes, centros de reabilitação e residências.

Não é adequado para uso externo sem supervisão ou para crianças menores de 14 anos, exceto para fins educacionais sob supervisão de um adulto.

Termos técnicos:

  1. Volante: A massa rotativa projetada para criar inércia na bicicleta ergométrica.
  2. Roda livre: Um mecanismo que desengata o volante do mecanismo do pedal em uma direção.
  3. Pilar do Assento: O conector entre a estrutura e o assento, permitindo ajuste de altura.
  4. Tubo do assento: A parte da estrutura onde o pilar do assento é inserido.
  5. Haste do guiador: Conecta o quadro e o guiador, permitindo o ajuste de altura deste último.
  6. Freio de Emergência: Um mecanismo projetado para interromper o movimento do pedal em situações de emergência.
  7. Sistema de travamento: Mecanismo projetado para imobilizar qualquer parte rotativa do equipamento de treinamento.
  8. Carcaça: Uma tampa usada para encapsular elementos potencialmente perigosos.

Segurança Requisitos:

  • Construção Externa: Sem arestas vivas e com uma distância segura entre as manivelas dos pedais e as peças estacionárias.
  • Controle de temperatura: As superfícies acessíveis não devem exceder 65 °C.
  • Carga intrínseca: Os pilares do assento, o guidão e os pedais devem suportar cargas específicas sem quebrar ou funcionar mal.
  • Ajuste do Pilar do Assento: Deve ser ajustável sem ferramentas (para classe S) e possuir uma marca clara indicando a profundidade mínima de inserção.
  • Guiador: Deve ser ajustável ou oferecer diversas posições de empunhadura e possuir marca clara indicando a profundidade mínima de inserção.
  • Pedais: Devem incluir meios de retenção para evitar movimentos não intencionais dos pés.
  • Estabilidade: O equipamento não deve tombar.
  • Sistema de travamento: Para uso doméstico (classe H), as bicicletas ergométricas sem roda livre devem ter um sistema de travamento capaz de suportar torque ≥100 Nm aplicado ao virabrequim.

Métodos de teste:

Os métodos de teste na ISO 20957-10:2017 envolvem procedimentos detalhados para verificação de elementos de transmissão, peças rotativas, temperatura de superfícies acessíveis, carga intrínseca, guidão, estabilidade e sistema de frenagem de emergência, garantindo que todos os componentes atendam aos requisitos de segurança.

Lista de verificação rápida

Aqui está uma lista de verificação rápida baseada na ISO 20957-10:2017 para você verificar alguns aspectos do seu equipamento:

  1. Verificação de estabilidade: Certifique-se de que não ocorra tombamento ou oscilação durante o uso.
  2. Temperatura da superfície: sinta as superfícies acessíveis para garantir que não fiquem muito quentes durante o uso.
  3. Estabilidade do assento e do guiador: Ajuste e aplique pressão para garantir que mantêm a posição e suportam o seu peso.
  4. Segurança do pedal: certifique-se de que seus pés estejam bem presos e não escorreguem durante o uso.
  5. Verificação do freio de emergência: Teste o freio de emergência para garantir que ele pare efetivamente o movimento do pedal.
  6. Sistema de travamento: Se aplicável, certifique-se de que o sistema de travamento imobilize efetivamente as peças rotativas.
  7. Marcações visíveis: Verifique se há marcas visíveis de profundidade de inserção nos pilares do assento e nas hastes do guidão.
  8. Operação suave: certifique-se de que todas as peças ajustáveis ​​e móveis funcionem suavemente e travadas com segurança no lugar.

Quero explorar Yanre Equipamento de fitness com certificação ISO 20957? Contacte-nos para catálogo de produtos e mais detalhes.

Pensamento final

Parabéns por chegar ao final deste blog!

Acreditamos que os insights compartilhados aqui irão ajudá-lo a tomar decisões informadas quando se trata de escolher equipamentos de ginástica para o seu negócio.

Agora é sua vez de compartilhar:

De que tipo de equipamento de ginástica você precisa atualmente? Você planeja aplicar as dicas de compra que aprendeu aqui para realizar uma verificação de qualidade?

Se você está procurando um fabricante que não apenas atenda, mas supere os padrões ISO 20957, não hesite em Contacte-nos.

Artigos relacionados: